AI-5 digital

Fiquei sabendo da proposta do governo francês que agora está sendo imitada aqui no Brasil por um senador do PSDB (ah! jura?! ô partidinho…) Eduardo Azeredo : criminalizar a pirataria na internet, daí que coloquei meus parafusos pra pensar no assunto e vi que o negócio é pior do que parece. Primeiro que uma lei dessas, não tem apenas o objetivo de “defender os direitos dos artistas”, como dizem seus idealizadores, mas sim, de cercear a liberdade e a privacidade de cada um, já que para que saibam que meu computador está baixando alguma coisa “pirata”, eles saberam por onde ando, o que faço, o que escrevo, enfim, se tornará público de um sistema, seja lá como isso funcionaria. E isso fere todos os princípios, inclusive os constitucionais, onde diz que “a vida privada é também inviolável (art. 5º, X), pois é o repositório de segredos e particularidades do foro moral e íntimo do indivíduo.”

Segundo a lei francesa quem for pego baixando conteúdo ilegal da rede receberá uma mensagem avisando que é proibido, sendo pego pela segunda vez, a pessoa receberá uma carta avisando que a sua internet será cortada e se houver a terceira vez, terá a internet cortada e ainda continuará pagando os serviços mesmo sem usá-los. É ou não ridícula essa lei? Quer dizer que somos todos criminosos porque usamos a única alternativa que o sistema nos oferece, já que nem todos podem comprar CD’s e DVD’s aos preços que são vendidos, pois estão sob impostos e taxas absurdas, que nem mesmo dá pra conhecê-las.

Ei! Somos todos piratas!!
Ei! Somos todos piratas!!

Porém, essa história toda tem também um lado mais perverso e obscuro, que obviamente tem tudo a ver com controle social e cultural da “massa”, todo mundo sabe que hoje em dia qualquer um pode ter uma banda, fazer um filme, enfim, existe essa possibilidade e uma certa “democracia” nisso sim, e aí o que acontece? Quanto maior a diversidade, menores são as chances de determinado tipo de entretenimento ser adotado por todos, e isso é extremamente perigoso para aqueles que querem ditar o que deve ser visto e ouvido.

Aí, colocando idéias minhas em prática, não considero um jovem que está em busca de uma banda nova, ou assistir a um filme daqueles antigos, que nem na melhor locadora tem, ou mesmo baixar aquele CD que ele está super a fim, mas o preço na loja não ajuda a comprar, como sendo um “pirata”, pra mim pirataria é o comércio ilegal de produtos, isso sim, merecia um cuidado especial com leis que tratem devidamente do assunto, mas uma pessoa comum que baixa suas coisinhas pra seu próprio uso e não faz disso um trabalho, e sim um momento de lazer, diversão e cultura, não!

Leia isso, ouça aquilo, pense assim... Seja quem?!?
Leia isso, ouça aquilo, pense assim... Seja quem?!?

Ainda mais quando vejo o Brasil, um país que culturalmente é tão rico e extenso e é aproveitado por tão poucos, e onde até mesmo um ato simples e de direito poderá ser tratado como crime, para que uma parcela pequena da sociedade seja beneficiada, só mesmo com o livre acesso a informações diferentes é que as pessoas se moldam. E é esse processo de moldagem e melhoramento das pessoas que incomoda, e muito. As leis, os governos, os governantes, tudo, estão cada vez mais nos violando, e isso é gravíssimo, com tantos problemas para serem resolvidos, (problemas esses, aliás, que em sua maioria, começam de cima pra baixo, dos governantes e não dos governados) quem eles preferem atacar? Nós mesmos! É o fim…

Obs: o título se refere a uma manifestação realizada ontem (14/05) em São Paulo, por estudantes, ativistas, artistas e alguns políticos, contra  a proposta de lei do senador Azeredo. Quero deixar claro que achei meio exagerado por AI-5 fora do contexto da ditadura, mas o objetivo era chamar a atenção, então está valendo, só por isso, ok?!

Anúncios

4 comentários sobre “AI-5 digital

  1. Belo post, Bruna! Aliás, tem um tempo que leio seu blog, mas nunca tinha comentado nada, aí achei esse numa pesquisa… Apesar de ser do mês de maio, ainda assim posso parabenizar, não é?
    Adorei as imagens escolhidas também, tudo a ver com o post! Parabéns novamente, cara colega!

    Francisco – estudante de Jornalismo (UERJ)

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s