A notícia e a piada

Olha, o nosso Senado é uma fonte diária de notícias boas e ruins, infelizmente nos últimos dias, muito ruins… E é também um caldeirão de piadas, de péssimo gosto.

Bonitinho, mas ordinário
Bonitinho, mas ordinário

Vi isso em dois acontecimentos diferentes, veja, primeiro uma ótima notícia, que aliás, eu sabia que iria acontecer, pois eles não são tããão idiotas assim…

Senado libera Internet em eleições

O Senado aprovou na noite desta terça-feira (15/09) os destaques da Reforma Eleitoral. O relator do projeto, Eduardo Azeredo (PSDB-MG), recuou em sua proposta e apresentou novo parecer, que liberou o uso da Internet durante as eleições. A votação da emenda foi simbólica, realizada por meio de acordo entre os líderes.

O novo texto determina que “é livre a manifestação do pensamento, vedado o anonimato durante a campanha eleitoral, por meio da rede mundial de computadores assegurando o direito de resposta”.

A liberdade também é estendida para “outros meios de comunicação interpessoal mediante mensagem eletrônica”. O texto diz ainda que “as representações pela utilização indevida da Internet serão apreciadas na forma da lei”.

A proposta anterior do senador Azeredo proibia que sites jornalísticos dessem “tratamento privilegiado a candidato, partido ou coligação, sem motivo jornalístico que o justifique”.

Fonte: Comunique-se

… e a segunda ( a piada) mostra que sim, sim, o Sarney é um grande e patético idiota!

Para Sarney, mídia é ‘inimiga das instituições representativas’

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), voltou a atacar a imprensa nesta terça-feira (15/09). Em discurso em homenagem ao Dia Internacional da Democracia, disse que “a mídia passou a ser uma inimiga das instituições representativas”.

“A tecnologia, hoje, levou os instrumentos de comunicação a tal nível que, a grande discussão que se trava é justamente esta: quem representa o povo? Diz a mídia: somos nós, e dizemos nós representantes do povo: somos nós. É dessa contradição que existe hoje, um contra o outro, que, de certo modo, a mídia passou a ser uma inimiga das instituições representativas”, afirmou.

Sarney disse ainda que o Senado é alvo de críticas porque toma as decisões “às claras”. “Isso é uma das fontes pelas quais somos sujeitos a essa crítica diária, porque nós tomamos as decisões todas aqui, à luz do dia. Quer dizer, ela começa e termina com o povo assistindo, a Nação assistindo, e isso serve de uma crítica permanente. (…) Não é por acaso que, em frente a esta Casa, se realizam os protestos, as demandas, os apelos e as pressões”, disse.

Fonte: Comunique-se

Ôôô coronel, será que você não percebeu ainda que o maior inimigo desse país hoje é você mesmo?! Quer dizer que agora ele é a favor de manifestações democráticas do povo? Ah tá, vou esquecer então o longo currículo opressor de Sarney no passado. Aiaiaiai!

O que tem na cabeça dele? Tem 5 letras e começa com M...
O que tem na cabeça dele? Tem 5 letras e começa com M...

p.s.: (4 horas depois) – Estou lendo um livro muito bom sobre jornalismo e acabo de ver uma citação do Luiz Fernando Veríssimo que tem muito a ver  com o que tinha acabado de escrever sobre nossa corrida maluca contra o tempo:

“Vivemos num tempo maluco em que a informação é tão rápida que exige explicação instantânea e tão superficial que qualquer explicação serve.” – Luiz Fernando Veríssimo

Anúncios

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s