O Beija-flor

Madrugada sem nenhum sinal de sono pela frente, resultado de uma boa tarde muito bem dormida depois de uma semana corrida, aliás, como tem sido ultimamente, não vejo a hora desse semestre acabar logo, estou a cada dia mais cansada, nunca vi… Esquecendo isso, vamos ao post!

Hoje vi o programa “Por Toda Minha Vida” que tinha como homenageado o Cazuza, então, aproveito que estou nem nada pra fazer – já cumpri minhas metas do dia – e adoro esse gênio, pra colocar aqui minha música preferida do poeta e embelezar meu lindo criado mudo!

 

Pra que mentir
Fingir que perdoou
Tentar ficar amigos sem rancor
A emoção acabou
Que coincidência é o amor
A nossa música nunca mais tocou

Pra que usar de tanta educação
Pra destilar terceiras intenções
Desperdiçando o meu mel
Devagarinho, flor em flor
Entre os meus inimigos, beija-flor

Eu protegi teu nome por amor
Em um codinome, Beija-flor
Não responda nunca, meu amor (nunca)
Pra qualquer um na rua, Beija-flor

Que só eu que podia
Dentro da tua orelha fria
Dizer segredos de liquidificador

Você sonhava acordada
Um jeito de não sentir dor
Prendia o choro e aguava o bom do amor
Prendia o choro e aguava o bom do amor

Obs: parabéns a produção do programa, que diferente da produção do filme sobre o Cazuza, simplesmente excluiu a história dele com Ney Matogrosso, como se isso não tivesse tido importância nenhuma. Adorei ouvir as palavras de alguém que verdadeiramente amou Cazuza de todas as maneiras. Lindo, só isso!

 

Anúncios

4 comentários sobre “O Beija-flor

  1. “Um criado mudo” com belas falas e expressões… dei uma boa olhada nos posts e vai ser mais um dos meus pontos frequentes de visitação… e logo minha migração para esse canto de cá… Parabéns! ,D

  2. Amooooooooooo Cazuza! Cresci ouvindo suas músicas, ou melhor, suas poesias. Dá um orgulho danado dizer que ele é brasileiro, é NOSSO!
    VIVA CAZUZA! \o/
    ABAIXO A HOMOFOBIA!

  3. Minha música preferida também! Cazuza foi o maior poeta da música dess país. Ainda bem que é lembrado até hoje, mesmo em datas “não comemorativos”. O que não é o caso de hoje por fazer 20 anos de sua morte, mas sempre ouço suas músicas e tenho a alegria de poder dizer que já fui em um show dele. Sensacional, só isso!
    Tomara que essa geração Restart, Lady Gaga e outros não se esqueçam dele, né?
    Viva Cazuza!!

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s