Não é a rainha do deserto…

Amizades construídas na sinceridade, beirando o sincericídio são as melhores. Pelo menos, são as que eu prefiro. Assim eu definiria minha amizade com a Priscilla. E por que será que estou fazendo mais um post comemorando o aniversário de alguém? Simples. Ao longo desses anos cultivei poucas e fiéis amizades, e isso é uma coisa de muita sorte, eu acho. Tá, mas vou voltar a protagonista desse post…

Sobrevivi à três tensos semestres de Comunicação Social com a Priscilla me acalmando, me puxando de volta pra Terra, me fazendo ver que a vida não é só reclamar dos outros, às vezes o erro está em nós mesmos. Como eu disse lá no começo do post, nossa amizade é baseada principalmente na sinceridade, beira não só o sincericídio, que é o que? Você morrer pela boca de tanto falar a verdade pra outra pessoa, mas nós duas não ligamos muito pra isso. Falamos a verdade, nua e crua, doa a quem doer, seja em mim ou nela. E até hoje tem dado certo, acho que ela acredita que gosto dela de verdade, assim como eu sei que ela também me adora (e me acha foda! haha).

Agora, falando pra tu, Pri. Não sou a pessoa cheia de “beijinhos e abraços”, já disse mais de uma vez: contatos fisícos me assustam. E você pra minha alegria, entende isso. Não preciso ficar o tempo todo falando o quanto sua amizade e companhia é especial pra mim e o quanto gosto e torço por você, não é? Então pronto, minha amiga! Adoro nossas conversas, nossas risadas, momentos “infantolóides” e principalmente, a sensação de saber que estou crescendo dia-a-dia aos olhos de uma pessoa que também está crescendo junto comigo. Somos pessoas bem diferentes desde que nos conhecemos, lááá trás, no primeiro dia de aula na faculdade. Nem parece, mas já faz tempo. É, vida na faculdade passa rápido e a gente não percebe…

Pra fechar com chave de ouro, ou melhor, voz de ouro, fiquei na dúvida de quem eu escolheria pra cantar pr’ocê. Sim, eu sei, você preferiria mil vezes euzinha cantando, mas hoje não vai rolar. Outro dia, talvez. Escolhi “nosso ruivo”! Ele que sabe como ninguém escrever aquelas músicas que vira e mexe a gente canta junto.

Espero que seu dia tenha sido ótimo, não deu pra passar ao seu lado, mas a gente tem o ano inteiro pela frente ainda, né? Haja folêgo para os próximos quatro semestres de faculdade e mais alguns que pretendo passar com a senhora jornalista, minha amiga!

Anúncios

5 comentários sobre “Não é a rainha do deserto…

  1. Oie!
    Que coisa mais linda Bruna!
    Pra alguém que não é dada a abraços… foi uma declaração e tanta! Digna de lágrimas.

    Estou com saudades, das duas (ou três).
    E desejo logo poder revê-las em breve.

    Aproveitando a situação: Parabéns Pri!

    Um beijo.

    • Adorei Brunitcha!!
      A nossa amizade dá certo pq somos autênticas uma com a outra e companhia igual à sua não há com certeza.

      Nosso Ruivinho fala por todas nós, incluindo a EBelin e a Pingo do i daí de cima. Adoro.

      Não esperava um post. Óia que chique que eu tô!!

      ps: Aaaah que fofo, Bruna. kkkkk

      Bjos

  2. Só faço esses posts sentimentalóides para pessoas que merecem mesmo. Não gosto disso, não! Haha
    Gente, tomara que nossa quadrilha se reuna o quanto antes pra botar a gargalhada em dia! o/

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s