Uma receita e um “Oi?”

Esses dias passei por uma situação um tanto quanto “Oi?” Sabe aquela hora que você vê ou ouve alguma coisa sem sentido e fica sem resposta? Então, essa é a hora “Oi?” da sua vida. Vira e mexe eu tenho uma dessas, na verdade, todos temos porque a vida é cheia de coisas sem sentido, não?

O que me aconteceu foi o seguinte: estava numa conversa amigável com meu pai (coisa um pouco rara) até que falei que tinha visto uma receita de lasanha vegetariana e iria tentar fazê-la (sou vegetariana e sempre anoto algumas receitas, mas raramente consigo fazer. Não tenho talento, desculpem). Ele, vestindo a camisa do machismo disfarçado de ironia, como a maioria dos homens fazem, disse que era bom eu aprender mesmo porque senão “como vou arrumar marido?”. Bom, a conversa a partir desse momento deixou de ser amigável, mas não irei entrar em detalhes porque o post não é sobre conflito de gerações e sim, sobre essa falsa ideia que foi criada há tempos de que mulher boa é aquela que sabe cozinhar. Ou como disse minha vó uma vez, “homem se prende pela barriga”. OI?

Aquela brincadeira de “aprendi a fazer bolo, agora posso casar” sempre me irritou. Uma porque quase nunca aprendia a fazer as coisas e outra porque não, isso não é motivo inteligível para pensar em casamento, certo? (na verdade, nenhuma razão é inteligível para se casar, mas isso também já é outro assunto). O fato é que criaram essa condição para tornar a mulher perfeita para o casório, mas pensem aqui comigo, e para os homens? A partir de que acontecimento dizem isso para eles? Nunca vi um menino ouvir “fez isso, agora está pronto pra casar”. Engraçado, né? Está reservado às mulheres o papel de estarem preparadas para o casamento, como se não houvesse a outra parte, que também deveria estar.

Resumindo: meninas, façam seus bolos, lasanhas e o que mais tiverem talento, invejo vocês por isso, mas não façam disso o caminho para o altar. Meninos, não é porque ela sabe cozinhar que será uma ótima esposa, apenas uma boa cozinheira. Além do mais, casamento não é só comida! (sem trocadilhos, por favor). Posso estar generalizando, eu sei, mas nesses meus vinte e poucos anos vi as coisas dessa forma. Que mudem, então.

P.s: A lasanha vegetariana é essa aqui. Aos vegetarianos, apreciem o site, tem receitas incríveis!

Anúncios

5 comentários sobre “Uma receita e um “Oi?”

  1. Vegetariana, estudante de jornalismo, gosta de rock, feminista, boa escritora e com personalidade forte. O fato de não saber cozinhar é um pequeno detalhe diante de todo o resto.
    Embora a maioria de nós, homens dizer gostar das “perfeitinhas submissas”, são as com atitude que nos conquistam de verdade.
    😉

  2. Receitas Vegetarianas o site de vocês é ótimo, estou sempre por lá! Obrigada pela visita. 🙂

    Oi, Pedro. Agradeço pelo “todo resto”. Haha. Mas confesso que apesar do discurso, gostaria muito de saber cozinhar. =( Não pra arrumar marido, mas para me alimentar com mais independência, né?
    Obrigada pelo comentário!

  3. Não vi este post antes! Estou correndo para o site agora mesmo. Mas esse papo machista é difícil aguentar, hein?
    Beijones, brother.

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s