Insuportavelmente feliz!

Como se mede o tamanho de uma conquista? Pelas dificuldades enfrentadas até ela acontecer? Pelo fato de poucas pessoas conseguirem? Por que se queria muito? Pelo orgulho de dizer que deu conta? Pelo medo de não dar conta, mas no fim, conseguir? Pela quantidade de lágrimas derramadas ou gritos berrados?

Sei lá como faz isso, só sei que hoje conquistei algo que queria bastante e foi difícil. Deu medo de não conseguir nunca. Deu vontade de tocar o foda-se e dizer pra todo mundo e, principalmente pra mim, “é, eu não sirvo pra isso”. Senti raiva, quis matar pessoas, gritei com algumas delas, briguei com outras, enfim, cada um enfrenta seus problemas de uma forma. Eu reajo atacando, não tem jeito. Tenho mania de atacar a mim mesma antes que outras pessoas o façam. Então dizia que a culpa era minha, que eu era descontrolada, burra, desastrada, avoada, enfim, qualquer adjetivo que coubesse à mim naquele momento.

tomei umas dessas hoje

Durante o dia todo estou comemorando comigo mesma o fato de ter passado na   prova prática e finalmente conseguir tirar minha Carteira Nacional de Habilitação! Pode parecer idiota demais, mas outras coisas me levam a essa comemoração. Logicamente que só ter passado na SEXTA PROVA já seria motivo de grande alívio, mas não é só isso. O fato é que a cada reprovação, por mais raiva, ódio, depressão e outros sentimentos, me vinha sempre a vontade de conseguir. O carro é uma máquina, quem pilota sou eu, então se ele bate num cone, apaga, não dá seta, a culpa é minha e de mais ninguém. Segui na lógica de que se eu fiz a cagada, eu que limpasse, oras. Minha teimosia não me deixava largar tudo e desistir de vez ou comprar a carteira, como, aliás, sugeriu meu instrutor depois da quinta reprovação. Nem que fosse preciso 10 provas, eu faria.

Ainda bem que não precisei de tudo isso, mas fiz o suficiente pra perceber que, às vezes, é mais fácil e menos doloroso desistir de certas coisas, sim, mas em outras situações, não desistir e tentar, tentar, tentar até você achar que não terá mais forças pra isso e se surpreender com sua conquista é de uma satisfação incontrolável. Tenho certeza de que se tivesse passado na primeira ou segunda prova, não teria ficado tão feliz quanto estou. Agora posso dizer que eu quis e consegui! Foi difícil, mas é tão bom!

ps: aproveitando o tema “automobilístico”, tem lista de clipes nova no Ouça e Veja. Só videos sob quatro rodas!

Anúncios

3 comentários sobre “Insuportavelmente feliz!

  1. Essa conquista vale para todas as que virão, brother. Quando é uma coisa ou pessoa importante não devemos desistir. E conhecer nosso limites e possibilidades é muito importante.

    Te admiro, Pinheirona!

  2. Reprovei segunda-feira da minha quarta prova. Precisava ler alguma coisa no sentido do que você escreveu. Gostei bastante!
    Não vou desisit, não. Quero sentir essa felicidade insuportável que você tá sentindo! 🙂
    Ah, adorei os clipes! Inspiradores, né?

  3. Obrigada, brother!! Pelo menos de alguma coisa deve valer ser um pouco teimosa, né? =D
    Fiquei tão feliz que você ficou feliz também quando te liguei! Primeira pessoa a saber! *-*

    Clarice, não desista mesmo! Depois que você passar, me avise por aqui, ok? 🙂

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s