Pequenos poderes, grandes otários

Era uma vez uma recepcionista que tem como função fazer carteirinhas de um determinado local. O único trabalho dela é fazer isso, eis que chegam duas pessoas para serem atendidas e enquanto com a primeira, o atendimento é rápido e eficiente, com a segunda, que ela não foi com a cara, a carteirinha que deveria estar pronta em cinco minutos, demorou quase uma hora. A pergunta que fica é: POR QUÊ?

“Dê poder a uma pessoa que saberás quem ela é”. A vida inteira ouvimos isso e sempre ligamos o tal “poder” a algo grandioso, algo como ser presidente de algum lugar ou assumir um cargo de chefia, ou ser o responsável por tomar decisões. Não, poder não é só isso. Poder não é só coisa grande, de valor. Tem muita coisa pequena que exerce um poder grande na vida de qualquer um, logo, qualquer um que tenha esse poder, por menor que seja, já se acha mais importante do que aquele não tem.

Talvez tudo isso aqui esteja confuso demais e só eu esteja entendendo, já que a segunda pessoa ali a ser atendida fui eu. Enquanto eu esperava que a moça terminasse minha carteirinha fiquei imaginando o quão feliz ela estava só por me fazer esperar além do que eu deveria. Que prazer estranho era aquele? Que mesquinhez era aquela que fazia com que ela se sentisse melhor do que eu só porque era ela capaz de me dar algo que eu precisava naquele momento? Que vida infeliz ela deveria ter para que aquele momento fosse um dos mais alegres do seu dia, sim, porque eu via a felicidade naquela cara dela enquanto a minha não estava uma das melhores. Imaginem só você ser capaz de dar um sorriso somente quando atrapalha a vida de alguém. Que espécie de pessoa você é, né?

Por mais que eu tenha saído BEM puta daquele lugar, a minha história com aquela recepcionista acabou ali. A dela, não. Ela deve ter me incluído na lista de otários que ela já fez esperar na fila para ser atendido. Tudo isso porque ela tem o PODER de fazer carteirinhas em um lugar. Poder esse que ela prefere exercer mostrando que quem manda ali é ela. Que quando ela não quer, o serviço não sai rápido e só resta esperar.

Pobre moça que acha que é muito poderosa. Coitada, otária é ela.

Enquanto os homens exercem
Seus podres poderes
Motos e fuscas avançam
Os sinais vermelhos
E perdem os verdes
Somos uns boçais…

Anúncios

4 comentários sobre “Pequenos poderes, grandes otários

  1. Essa pessoa, aproveitando a posição que ocupa, comete um abuso de poder. Infelizmente,isso acontece em diversos níveis com influência direta sobre outros.

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s