Cat, gata

Em matéria de Cat Power eu não sou nenhuma especialista. Na verdade, conheço quase nada dela. Duas ou três músicas e olhe lá. Eis que me aparece Cherokee, do novo álbum, Sun. Estou com essa música tocando sem parar há semanas, mas só hoje me lembrei de baixar o CD, por isso o post meio atrasado sobre a minha “descoberta” musical.

Cherokee é hipnotizante. O “eco” da Cat em algumas partes da música é lindo. A letra é forte e ótima para os dias de depressão/fossa/céu cinza/foda-se o mundo.

Depois de já estar viciada na música há dias, veio o clipe. Uma combinação de imagens que não tem lógica alguma, mas fazem algum sentido dependendo da quantidade de vezes seguidas que você tiver ouvido a música.

Soube que a direção do clipe é da própria Cat, que, aliás, está BEM diferente daquela moça de ar inocente com cabelos longos e franjinha. Adorei essa Cat meio personagem daqueles road movie da Sessão da Tarde. Jaqueta de couro, camisa surrada, cigarro na mão e meio perdida no deserto. Enfim, vale muito a pena!

Como eu disse, acabo de baixar o CD, então não tenho uma opinião sobre ele. Se seguir a linha de Cherokee acho que vou amar. Veremos.

Anúncios

4 comentários sobre “Cat, gata

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s